Como uma luva…

 

Hoje o café é matinal… Chegar no trabalho, tomar um café e se deparar com um texto que te arrepia… Pela simplicidade, pela sinceridade… Segue:

“Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade… Já tive medo do escuro, hoje no escuro “me acho, me agacho, fico ali”.
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de “amigo” e descobri que não eram… Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
– E daí? EU ADORO VOAR!” (Autor Desconhecido)

Para o alto e avante

E quando vc menos espera o mundo da uma guinada de 180°… Te recoloca num ponto em que vc ja conhece mas esta tudo mudado… E pra melhor!
Dizem que quem sonha alto se estabaca no chão… O tombo é maior, as feridas são maiores… Mas do que vale viver só aqui embaixo?! Não da pra ver nada… A vista la de cima é muito mais bonita… O cheiro é muito mais gostoso, tudo tem outro gosto… Posso levar o tombo que for, eu levanto só pra poder chegar lá em cima de novo… Num outro ponto! 😉
Assim vejo outros lugares, sinto outros cheiros e sinto outros gostos…
Cada vez que eu subo é mágico… Dessa vez não é diferente… Na verdade, é diferente sim: vou demorar MUITO pra descer… Talvez nem desça…
Eu preciso de espaço… É tanto que não cabe dentro de mim! É muito pouco, mas não menos importante, pra me libertar e poder dizer pra todo mundo ouvir! Primeiro vou dizer só pra vc… Bem de pertinho que é pra não escapar! 
Só preciso me sentir segura! E cada dia estou mais e mais! E eu quero mais e mais e mais e mais e mais e mais e mais…

E no caminho…

Ele me lembrou Clark Kent… Óculos de armações quadradas e marcantes… Seu olhar era firme mas tímido, de desvio rápido. Atendia a todos com cordialidade digna de um hipopótamo dentro d’água: “Nem aí pra você”!
A garota da calça vermelha e sapato de vó recebeu ajuda…
A mocinha simpática da boina preta também… Esta sentou ao lado do tio-garotão-folgado, com o pé pra cima, e manteve o sorriso no rosto!
Iluminada pela luz da lanterna do celular alheio, desci. E lá estava o projeto de James Dean… Calça jeans, jaqueta de couro, topete e no lugar da moto, um skate… O que destoava era seu bigode de menino-homem… Olhar de galã, estava atento a quem passava! Quando viu o que queria, ou não, colocou seu meio de transporte debaixo do braço, atravessou a rua, passou pela zona de perigo a pé e aí sim, sinal verde! Skate no asfalto e zzzzzzum!

Cores

Um dia cinza com flores pra trazer alegria
Trouxe paz e um colorido especial
Margaridas e rosas ocupam as garrafas vazias
Que um dia ja tiveram vida
E hj dão vida a outra vida
Inclusive à minha…

Me faz falta…

Um abraço apertado
Um beijo estalado
Uma msg de madrugada
Um copo de agua gelada
Um bolinho de chuva
Um cacho de uva
Um ronco no ouvido
Um ombro amigo
Uma companhia na cama
Uma guerra de lama

Da boxexa doer de tanto rir
Do toque macio
Do braço pesado
De ouvir
De falar
De fazer cócegas
Do café da manhã
Dos bilhetes sem propósitos

Uma rosa
Ou duas ou três
Uma taça de vinho
Conversas sem fim
Sem hora pra dormir
Um banho frio
A cama quente
O pão com manteiga mais saboroso do mundo

Café? Puro
Leite? Gelado
Vinho? Tinto e seco
Água? Com gás
Pra onde? Pra junto de vc…

O que fica

Cheiros, gostos, cores, músicas, palavras, danças, risos, choros e aprendizados… Muitos…
“Ta lá o corpo estendido no chão…”

Aos meus amigos, TODOS!

Sempre sinto uma necessidade de contar para os meus amigos o quanto eles são importantes na minha vida… 
Mas hoje não estou muito amiga das palavras, não é madrugada, mas lembrei desse texto que “me traduz”… 

Image

Loucos e Santos

Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. 

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. 
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. 
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. 

Deles não quero resposta, quero meu avesso. 
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. 
Para isso, só sendo louco. 
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. 
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. 

Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. 
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. 
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. 
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. 
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. 

Não quero amigos adultos nem chatos. 
Quero-os metade infância e outra metade velhice! 

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. 

Tenho amigos para saber quem eu sou. 
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que “normalidade” é uma ilusão imbecil e estéril.

(Oscar Wilde)

Café com guaraná

Mais uma vez se sono como se tivesse tomado um balde de café adoçado com xarope de guaraná… Uma ressaca de pensamentos… Histórias que vão e vêm…
Pra que lado correr?! Ou, pra que correr? Vou continuar cuidando do meu jardim… Só assim as pragas se afastam e dão lugar às borboletas coloridas!
“Essa noite não tem luar…”

Plantão informa:

E às 3h33, venho por meio desta informar:
Planos infalíves não funcionam!
Águas podem vir da janela diretamente na sua cabeça!
Ainda não plantei uma árvore, não tive um filho e não escrevi um livro…
Histórias de amor duram o suficiente para serem inesquecíveis!
E todas, eu disse TODAS as histórias de amor, têm uma trilha sonora…
“Deixa pra lá…”

VermelhoVerdeVermelho

Na panela vermelha, um molho vermelho e todos os temperos usados são verdes! Azeitona, salsa, cebolinha, folha de louro, oregano, manjericão… Eu sei que é muita coisa… Mas como sou eu que vou comer…
Muito prazer!
Só pra constar: verde e vermelho são cores complementares!

Rainhas da Costura

Escola de desenvolvimento de moda contemporânea

pediatria descomplicada

Dicas, curiosidades e orientações aos pais sobre a melhor maneira de cuidar dos seus filhos...

ANTES QUE ELES CRESÇAM

Logo seu anjinho vira um moção. Leia agora.

Ninguém cresce sozinho

Porque ser pai, mãe e filho é uma construção mútua e contínua

Blog de moda do Brechó Capricho à Toa

por Natalia Adachi | Looks, tendências, achados, dicas de moda, compras, grifes, marcas famosas (nacionais e internacionais) e muito mais.

Arquiteto's

Just another WordPress.com site

ZooTerra

Conhecer para preservar

cora rónai | internETC.

uma espécie de diário

Darlene Carvalho

Projetos de Arte, Design, Fotografia, Papelaria Artesanal.

São Paulo Cultura's Blog

Just another WordPress.com weblog

Bia Lombardi

Just another WordPress.com site

Chapitalax

Remédio Santo para todos os males